Tesouro

Um poema, para hoje.

Tesouro

Uma mulher
é como um tesouro
no fundo do mar.

Descobri-la é descobri-lo.

Os que vão fundo
aos oceanos desse olhar
hão de ficar buscando toda a vida,
sem talvez encontrá-lo:

muitas terão sido as trevas a escondê-lo,
nas entranhas do silêncio abissal.

Por isso, tu,
mergulhador que o tocas,
tem cuidado antes de abri-lo:

tuas mãos cheias de sol
nada sabem
de tesouros
e segredos.

Natal, 13 de julho de 2016,
Lucimar.
A imagem foi copiada da Internet, em: imagenscomtexto.blogspot.comMulher_misteriosa_2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s